alt

Queridos (as) comunicadores (as), paz e bem!

Reunimo-nos mais uma vez para rezar nas intenções do nosso Ministério. Nesta primeira sexta-feira do mês de setembro, cada comunicador é convidado a interceder pelo seu chamado pessoal, pelos servos do seu Grupo de Oração, da sua diocese, do nosso Ministério em todo o Brasil. Nosso dia de intercessão deve ser de unidade, clamor, comunhão com os irmãos e escuta profética. Por isso, esforcemo-nos para promover e divulgar mais e mais este dia.

No mês de setembro, a Igreja Católica vivencia um mês dedicado especialmente à Bíblia. Em unidade com essa proposta desafiadora de viver à luz da Palavra de Deus, nesta sexta vamos meditar este trecho do Evangelho segundo São João: “E Jesus dizia aos judeus que nele creram: Se permanecerdes na minha palavra, sereis meus verdadeiros discípulos; conhecereis a verdade e a verdade vos libertará.” (João 8, 31-32).

Nosso desejo é que os comunicadores do Brasil permitam-se alcançar por esta palavra e se questionem com humildade, sobre até que ponto temos tido uma vida baseada na vivência concreta da Palavra de Deus. Tenho caminhado à luz da Verdade do Evangelho de Jesus ou sou apenas um leitor, um expectador? Tenho vivido de mentiras, máscaras, aparências? Creio, em fé e obras, que Jesus é o caminho, a verdade e a Vida? (cf. Jo 14, 6).

Cabe lembrar também que o comunicador, ao receber estar em contato com a Verdade e a Luz de Cristo, é chamado a comunicá-la a todos quanto dele se aproximarem. É como está em Mateus 5, 14-15: “Não se pode esconder uma cidade situada sobre uma montanha, nem se acende uma luz para colocá-la debaixo do alqueire, mas sim para colocá-la sobre o candeeiro, a fim de brilhe a todos os que estão em casa”. Por isso, também é bom refletir se nossa comunicação e serviço na Igreja têm cumprido essa missão desafiadora.

Acreditamos que as reflexões desta sexta nos ajudarão, inclusive, a fazer um bom exame de consciência, reconhecendo os nossos pecados e nos ajudando a buscar o sacramento da reconciliação (confissão).

 

NOSSAS INTENÇÕES:

– Pela Renovação Carismática Católica e todos os Grupos de Oração do Brasil;

– Por todos os comunicadores;

– Pela produção dos materiais de formação do MCS;

– Pelo Departamento de Comunicação da RCCBRASIL;

– Pelas TV´s católicas do Brasil e seus gestores;

– Pela equipe de comunicação do ICCRS.

 

Fraternalmente,

Airton Rocha – MCS BRASIL

Ana Mariana Araújo – MCS Tocantins

Padre João Paulo Veloso – Arquidiocese de Palmas